NAPI Águas

NAPI Águas

Quando se pensa em água num contexto das mudanças climáticas e dos extremos do clima, o desafio é antever os impactos e propor soluções para garantir sustentação para as pessoas, aos sistemas produtivos e à biodiversidade.

O NAPI Água nasce em 2021 com a perspectiva de criar um banco de dados ambiental, social e econômico e produzir indicadores de vulnerabilidade e exposição aos efeitos da emergência climática pensando em setores estratégicos no Paraná.

As informações reunidas pelos pesquisadores serão suporte para projeções futuras na orientação de políticas públicas do governo estadual direcionadas a quatro setores estratégicos: Ecossistemas e serviços ecossistêmicos, Saúde Urbana ou coletiva, Transporte e Litoral.

Os dados estarão acessíveis para pesquisadores, gestores públicos e sociedade com a meta de orientar investimentos para mitigar os efeitos dos eventos extremos como secas severas, enchentes e inundações, que impactam agricultura, indústria e os centros urbanos.

ods - img
ods - img
ods - img
ods - img
ods - img
ods - img
ods - img
ods - img
ods - img
ods - img
ods - img

Objetivos

Imagem

Pesquisar recursos hídricos e seus serviços ecossistêmicos

Imagem

Integrar pesquisadores que tenham água como tema predominante

Imagem

Criar banco de dados ambiental, social e econômico

Imagem

Estabelecer áreas de vulnerabilidade climática e indicadores de sustentabilidade

Imagem

Propor índices, modelos e protocolos ambientais aplicados

Imagem

Desenvolver estratégias de fácil aplicabilidade pelos sistemas produtivos

Imagem

Fortalecer políticas públicas para o uso sustentável da água

Números

12

Instituições

7

Parceiros

7

Coordenadores

13

Bolsistas

2

Projetos

15

Eventos

1,25 mi

Investimento

NAPI PLAY

O NAPI Águas nasce da necessidade de se identificar as áreas mais vulneráveis aos impactos das mudanças climáticas no Paraná, criar um banco de dados e definir indicadores para prever ações dos gestores e orientar políticas públicas. No vídeo apresentamos os principais objetivos do Arranjo e seus produtos. Já o podcast traz a coordenadora do NAPI Águas, professora da UFPR, Yara Moretto, e o vice-coordenador, Sandro Froehner. Eles dão detalhes do trabalho de pesquisa.